Catarata afeta o cristalino e leva à cegueira.

Catarata afeta o cristalino e leva à cegueira
A catarata, doença que causa o maior índice de cegueira no mundo e tende a crescer com o aumento da radiação ultravioleta, acomete principalmente pessoas a partir dos 55 anos de idade. Processo natural do envelhecimento dos olhos, a catarata torna o cristalino opaco. No Brasil, surgem 120 mil novos casos por ano da doença que atinge 17,6% da população de 55 e 65 anos; 47,1% no grupo entre 65 e 74 anos; e 73,3% das pessoas acima de 75 anos, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Para escapar da cegueira a única solução é a cirurgia (retirada da parte opaca do cristalino e implantação de lentes flexíveis). Até agora, as lentes multifocais existentes no mercado não permitiam a boa visão em todas as distâncias. De acordo com o oftalmologista Benício Dini de Mendonça, as novas lentes multifocais representam um grande avanço tecnológico para a oftalmologia e são uma solução para manter as pessoas em sua atividade.

Isso porque a nossa integração com o meio ambiente depende em 85% da visão e a partir dos 40 anos poucos escapam da presbiopia ou ‘vista cansada’, que é a dificuldade de alterar o foco de uma distância para outra e a conseqüente redução da capacidade de enxergar de perto. Com o crescimento das cirurgias de catarata aumenta a participação do idoso no mercado de trabalho. Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) demonstra que de 1977 a 2002 esse índice passou de 4,5% para 10% com previsão de crescimento para os próximos anos. Contudo nem todas as pessoas podem se beneficiar da nova lente. É o caso das que têm astigmatismo maior que 1 grau, catarata muito madura ou as pessoas que sofreram cirurgia refrativa, portadores de degeneração macular, retinopatia diabética, doenças corneanas ou, ainda, que já tenham implantado lente monofocal em um dos olhos.

Cristalino
O olho humano é semelhante a uma câmara de filmar. Internamente, no segmento anterior existe uma lente, o cristalino, com sua capacidade de focalização e na parte posterior uma película nervosa sensível, a retina, que funciona na captação de imagens. A retina transmite ao cérebro a imagem que, através do cristalino, é focalizada pelo olho. Para uma visão adequada é preciso que o cristalino seja transparente para que os raios de luz possam entrar e serem captados pela retina. A catarata é o cristalino opacificado que impede total ou parcialmente os raios de luz de chegarem à retina, prejudicando a visão.

Serviço:
- Carlos Figueiredo, oftalmologista do Hospital do Olho de Rio Preto, fone: (17) 3201-1000
- Benício Dini de Mendonça, oftalmologista da Pardo Oftalmologia, fone: (17) 3227-2070
- Marcela Caldas Lopes Pomberg, oftalmologista do Departamento de Oftalmologia do Hospital Ielar, fone: (17) 3232-4241

Outras Notícias

Copyright - Dr. Benicio - todos os direitos reservados - criação de sites - W3mídia
Facebook   Youtube